Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Maranhense é convocado para as Olimpíadas de Tóquio

João Falcão (Atleta patrocinado pela Lei de Incentivo ao Esporte)  começou no atletismo nos Jogos Escolares Maranhenses de 2016, ano que o Maranhão teve sua primeira medalha de ouro no revezamento medley.

O timonense João Henrique Falcão Cabral acaba de ser convocado para a seleção de atletismo que representará o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio. O atleta é apoiado pela Lei de Incentivo ao Esporte do Governo do Maranhão e da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), com o patrocínio do Grupo Mateus, e faz parte do Centro de Atletismo Maranhense (CTMA), clube coordenado pelo medalhista olímpico José Carlos Moreira, o Codó.

João Falcão começou no atletismo nos Jogos Escolares Maranhenses de 2016, ano que o Maranhão teve sua primeira medalha de ouro no revezamento medley. O rapaz de 22 anos diz ainda não ter entendido muito bem o que está acontecendo. “Não sei o que eu faço. Não sei se choro, ou se sorrio, ou se fico parado. Eu estou em choque. Só posso agradecer a Deus, ao meu treinador, ao CTMA, ao Governo do Maranhão e à CBAT por todo apoio e confiança”, declarou.

Dedicação e desempenho

O atleta maranhense tem alcançado um destaque meteórico. No ano passado conquistou sua primeira medalha em uma competição adulta nacional, o Troféu Brasil Loterias Caixa de Atletismo, o maior da modalidade no Brasil. João voltou com medalha de bronze na prova dos 400m. Em 2021, João Falcão foi convocado para a Seleção Brasileira de Atletismo para diversas competições internacionais. Conquistou a medalha de prata no Campeonato Mundial de Revezamentos, na Polônia, e do Campeonato Sul Americano de Atletismo, que aconteceu no Equador. O atleta também foi vice-campeão nos revezamentos 4x100m misto, em uma equipe toda composta de atletas maranhenses, e nos 4x400m masculino no Troféu Brasil Loterias Caixa de Atletismo, em São Paulo.

O treinador de João, Antonio Nilson de Sousa, não consegue mensurar a alegria de receber essa notícia. “Fizemos uma videochamada quando eu encaminhei a nota oficial para ele, foi uma euforia muito grande dos pais e da Letícia, a namorada. É uma sensação tão boa, que a gente não sabe se chora ou se ri. Estávamos trabalhando para esse momento. É a sensação de dever cumprido”, comentou o treinador.

Para Codó, coordenador técnico do Centro de Atletismo Maranhense (CTMA) em que João treina, o desempenho dos atletas do clube é a comprovação do resultado de um trabalho comprometido e da dedicação de cada pessoa que faz parte da equipe. “Meu sonho era voltar para Codó e transformar o esporte do Maranhão. É uma felicidade imensa ver esse resultado. Até agora são oito atletas do CTMA nas Olimpíadas. Isso é gigantesco para o nosso esporte. Tudo isso só está sendo possível por conta da confiança dos nossos patrocinadores, o Governo do Maranhão, a Sedel e o Mateus Supermercados. Nós chegamos lá. O João, aqui de Timon, chegou lá. Era isso que eu queria proporcionar para os jovens do Maranhão. Eu me sinto realizado”, contou o medalhista.

 

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))