Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Maranhão fecha com mais de 950 mil famílias na Tarifa Social de Energia Elétrica

Em Imperatriz já são mais de 30 mil pessoas beneficiadas com o programa 

Visualização da imagem

Pagar a conta de energia com até 65% de desconto é direito das famílias brasileiras de baixa renda, cadastradas na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). Esse importante benefício concedido pelo Governo Federal tem feito a diferença na vida de várias pessoas, principalmente durante a pandemia. No Maranhão, esse número tem crescido e a busca ativa para cadastrar essas famílias tem sido intensa.  De janeiro a junho de 2021, a Equatorial Maranhão contabilizou mais de 24 mil novas famílias cadastradas no TSEE.

Em dezembro de 2020 eram 924.879 beneficiadas, e hoje já são 950.821 beneficiários em todo o Estado. Esse resultado é reflexo da parceria entre Equatorial, Secretaria de Desenvolvimento do Estado do Maranhão (Sedes), Federação dos municípios do Estado do Maranhão (Famem) e os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) dos municípios maranhenses.

Na Região Sul do Estado já são mais de 150.000 cadastrados no programa, com destaque as cinco primeiras cidades: Imperatriz, com 34.291 beneficiados, Açailândia com 13.375, Balsas, 10.816, Grajaú, 9.263 e Buriticupu com 8.170 pessoas cadastradas no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica.

A gerente de Relacionamento com Clientes da Equatorial Maranhão, Francila Soares, explica sobre os números. “Hoje já temos mais de 950 mil famílias recebendo esse importante benefício em todo o Estado, mas nossa busca ainda não terminou, pois ainda há muitas famílias que podem receber esse desconto e não se cadastraram, ou estão com NIS (Número de Identificação Social) desatualizado. Nosso foco é conseguir alcançar as 225 mil famílias que podem pagar uma conta mais barata, mas ainda não tiveram acesso a este benefício. Quando essas famílias passam a receber os descontos, isso faz a economia do Maranhão girar e é bom para o consumidor, para o comerciante, pois esse dinheiro que seria destinado a pagar conta de energia, é injetado na economia local. Isso representa mais de 109 milhões de reais no primeiro semestre desse ano. Vale destacar também que o Maranhão é o 2ª estado do Brasil em famílias cadastradas nesse benefício.”, relatou Francila.

Para quem deseja ter acesso ao benefício da Tarifa Social, a orientação é: se você não tiver o NIS, dirija-se até algum Centro de Referência em Assistência Social – CRAS, levando a documentação pessoal para cadastrar o seu Número de Identificação Social. Para quem já possui o NIS, basta buscar um dos canais de atendimento da Equatorial Maranhão para solicitar adesão à Tarifa Social, pelo site www.equatorialenergia.com.br,  pelo WhatsApp no número (98) 2055-0116 ou presencialmente em um dos pontos de atendimento da Equatorial Maranhão.

Critérios para ter direito à Tarifa Social de Energia Elétrica:

-Estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – Cadastro Único, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional; OU

-Recebendo o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC, nos termos dos arts. 20 e 21 da Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993; OU

-Inscrito no Cadastro Único com renda mensal de até 3 (trêsa) salários mínimos que tenha residente portador de doença ou deficiência cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico requeira o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica; E

-Estar classificado como as classes Residencial ou Rural na subclasse Residencial.

Para saber se você tem o NIS ou se ele ainda está ativo, ligue para a Central de relacionamento da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social: 0800 707 2003.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))