Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

SUS amplia atendimento a crianças com doenças cardiovasculares congênitas

Iniciativa do Ministério da Saúde, Programa Renasce vai integrar unidades de cirurgia cardiovascular ao Instituto Nacional de Cardiologia (INC)

Para melhor atender crianças com doenças cardiovasculares congênitas em todo o país, o Ministério da Saúde lançou, nesta sexta-feira (18/6), o Programa Renasce. No total, a previsão é de que R$ 14 milhões sejam investidos e custeados para ações estruturantes da rede de atendimento especializado.

No lançamento da iniciativa, que aconteceu no Instituto Nacional de Cardiologia (INC), no Rio de Janeiro (RJ), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ressaltou a importância do cuidado com os pequenos. “É uma área estratégica da atenção à saúde cardiovascular, sobretudo porque atinge as nossas crianças. O Governo Federal tem como prioridade qualificar essa assistência para que possamos ampliar o acesso de todos aqueles que nascem com cardiopatias congênitas no Brasil”, disse.

No evento, Queiroga também inaugurou a área ampliada da UTI pediátrica e do novo tomógrafo do Instituto, além de novos serviços e ambientes de medicina nuclear, radiologia digital e uma brinquedoteca. O investimento do Governo Federal foi de R$ 10 milhões nas novas estruturas.

“Nós sabemos das dificuldades encontradas nos sistemas de saúde, mas o que tem sido feito aqui no Instituto Nacional de Cardiologia prova que é possível reerguer os hospitais públicos federais do Rio de Janeiro para eles voltarem a ser um orgulho não só para a cidade do Rio de Janeiro, mas para todo Brasil”, afirmou o ministro.

CONHEÇA O RENASCE

Com o programa, sete centros especializados serão integrados ao Instituto Nacional de Cardiologia (INC), no Rio de Janeiro, instituição vinculada ao Ministério da Saúde e que é referência no tratamento de alta complexidade em doenças cardíacas. São eles:

  • Hospital do Coração (SP);
  • Instituto do Coração (SP);
  • Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP);
  • Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (DF);
  • Instituto Dante Pazzanese (SP);
  • Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (PE) e;
  • Hospital do Coração de Messejana (CE).

Essa união de forças vai permitir o desenvolvimento de ações estruturantes em toda a rede cardiovascular especializada do país, composta, atualmente, por 69 unidades habilitadas pelo Ministério para realizar cirurgias cardiovasculares pediátricas. A iniciativa também vai permitir a capacitação de profissionais de saúde que atuam no cuidado das crianças, com cursos e outras ações educativas.

Marina Pagno
Ministério da Saúde

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))