Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Ensino Remoto: UEMASUL faz replanejamento das ações do Caminhos do Sertão

Sob nova coordenação e dando continuidade às ações do Programa de Formação Caminhos do Sertão da UEMASUL e aos compromissos firmados com os municípios onde serão implantadas as unidades avançadas, estão ocorrendo reuniões de replanejamento para a revisão do projeto básico do programa e a definição de um novo calendário de atividades, na modalidade remota,  de acordo com a Resolução nº 108/2020 do Conselho Universitário da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL),  que estabelece diretrizes e normas para o ensino emergencial remoto.

As reuniões e o novo cronograma estão em fase de organização e são desenvolvidos pela equipe do programa, coordenada pela professora Camila Perez da Silva, que assume as atividades como coordenadora geral.

“Foi uma grata satisfação quando recebi o convite para assumir este imenso desafio de contribuir para a expansão e democratização do ensino superior, a partir de um programa que tem, para mim, uma representatividade muito especial: primeiro, por ser uma política de inclusão social de Estado bastante expressiva, pautada no poder transformador da educação; segundo, pela memória da nossa insubstituível Nice, que deixou um legado de luta por uma educação com qualidade social. É uma honra fazer parte desta iniciativa”, afirma Camila Perez da Silva.

A coordenadora justificou o replanejamento das ações para que o programa seja iniciado. “Em virtude da situação decorrente da pandemia da Covid-19 e o impacto causado pela irreparável perda da coordenadora geral do programa, professora Nice Rejane da Silva Oliveira, que participou ativamente de todo processo de implementação do programa, foram necessárias diversas ações de replanejamento, adequação de calendário e dinâmicas de ingresso de professores e estudantes”.

O programa de Formação de Professores Caminhos do Sertão foi criado em 2018 com oferta de 800 vagas para os cursos de licenciatura: Letras Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, Pedagogia, Ciências Biológicas, Geografia e Matemática, proporcionando oportunidades de acesso ao ensino superior aos egressos do ensino médio e aos professores em exercício nas escolas públicas estaduais e municipais sem formação adequada, para o exercício da docência na Educação Básica, impulsionando a formação de professores reflexivos e atuantes na sociedade.

A equipe do programa visitou, em 2018 e 2019, os quatro municípios onde funcionarão as unidades avançadas: Vila Nova dos Martírios, Itinga, Amarante e Porto Franco, para conhecer os espaços físicos disponibilizados pelos parceiros para a realização das atividades. As assinaturas dos Acordos de Cooperação com os gestores das quatro Unidades Avançadas, e as assinaturas dos Termos de Cooperação Técnica com os municípios parceiros ocorreram em fevereiro de 2020.

Novas ações

O processo seletivo dos professores para o Caminhos do Sertão será readequado para que ocorra no formato remoto, dentro das especificações do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior, respeitando as normas sanitárias vigentes no Estado. Serão ainda retomados os diálogos com os gestores municipais nos quatro municípios onde funcionarão as unidades avançadas para esclarecimento de dúvidas e estreitamento dos laços de cooperação.

A realização do vestibular e os processos seletivos para o ingresso de professores estão previstos entre os meses de setembro e outubro de 2021. O início do primeiro semestre será ofertado em janeiro de 2022, na modalidade remota, em virtude da situação de excepcionalidade decorrente da pandemia da Covid-19.

Parcerias

O termo de cooperação com os municípios irá garantir a disponibilização de infraestrutura, serviços administrativos e do desenvolvimento pedagógico do Caminhos do Sertão.

As assinaturas dos Acordos de Cooperação com os gestores das quatro Unidades Avançadas e as assinaturas dos Termos de Cooperação Técnica com os municípios parceiros ocorreram em 2020.

As unidades avançadas serão implantadas em Vila Nova dos Martírios, Itinga, Amarante e Porto Franco, para atender estes municípios de abrangência da UEMASUL, promovendo a democratização do acesso ao ensino superior público de qualidade para as comunidades, atendendo à política de expansão da educação superior do Governo do Estado, atendendo as metas 12 e 15 do Plano Estadual de Educação do Estado do Maranhão (PEE-MA).

A meta 12 visa elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida para 33% da população de 18 a 24 anos, assegurada a qualidade da oferta e expansão para, pelo menos, 40% das novas matrículas, no segmento público.

Já a meta 15 tem o objetivo de garantir, em regime de colaboração entre a União, os Estados, Distrito Federal e os municípios, no prazo de 1 ano de vigência deste PNE, uma política nacional de formação dos profissionais da educação de que tratam os incisos I, II e III do caput do art. 61 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, assegurando que todos os professores e as professoras da Educação Básica possuam formação específica de nível superior, obtida em curso de licenciatura na área de conhecimento em que atuam.

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))