Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Dinâmica da Produção Agrícola Maranhense é tema de publicação lançada pelo Imesc

Fonte: Imesc
Uma análise conjuntural da Produção Agrícola Municipal (PAM) referente a 2019. Esta é a proposta da publicação “Dinâmica da Produção Agrícola Maranhense 2019”, lançada nesta quinta-feira (6) pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (SEPE). Neste novo formato, o trabalho será publicado anualmente, com o objetivo de avaliar a dinâmica dos principais produtos da lavoura permanente e temporária, sob a perspectiva da produção agrícola, da ocupação e da balança comercial.

“A publicação avalia o desempenho interanual dos principais produtos agrícolas do estado, e contextualiza as mudanças ocorridas, observando as variações absolutas e relativas da quantidade produzida e alterações no ranking. Além disso, destaca outros aspectos como a participação dos produtos na pauta de exportação e relevância na geração de emprego e renda”, explica o presidente do Imesc, Dionatan Carvalho.

Na lavoura temporária, formada pelo cultivo de curta duração, observa-se que a soja permaneceu como maior produto da PAM do Maranhão em 2019, considerando o seu Valor da Produção (VP) de R$ 3,68 bilhões. Em seguida está o milho, cujo crescimento do VP foi de 23,7% em relação ao ano anterior. Dentre os municípios com maiores variações nominais, Tasso Fragoso registrou aumento de R$ 129 milhões, proveniente do cultivo de milho.

No cultivo de longa duração, também chamado de lavoura permanente, a banana permanece como principal produto, com o VP de R$ 59 milhões em 2019. Outro destaque é que o Maranhão ocupou a 6ª posição entre os maiores produtores de castanha de caju do país, segundo o VP em 2019.

Visando à perspectiva da ocupação, a mandioca é a cultura que mais emprega pessoas no estado, concentrando 39,5% do total de ocupados da agricultura maranhense em 2019. Esta parcela corresponde a 64 mil trabalhadores.

Referente à exportação, a soja maranhense foi o produto agrícola mais exportado em 2019, com 80,9% de sua produção escoada e a China sendo o maior destinatário do produto. Além disso, outro produto com grande potencial de exportação é o milho, que registrou crescimento de 332,6% no volume de exportações do estado.

Confira a publicação na íntegra, clicando no link: http://imesc.ma.gov.br/portal/Post/view/outras-publicacoes/430

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))