Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

País tem quase 3 mil denúncias de fura-fila em três semanas de vacinação contra o coronavírus

Uma em cada 1.341 doses de vacina contra a Covid-19 aplicada no Brasil pode ter sido destinada a quem furou a fila da vacinação. Levantamento do GLOBO mostra que, nas três semanas de imunização, instituições dos estados brasileiros receberam 2.982 denúncias de desrespeito às regras de prioridade. Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Rio de Janeiro lideram os relatos de infrações.

“São mais de 2.500 pessoas que passaram à frente de outras 2.500 que poderão morrer da doença, em um ímpeto egoísta”, afirma Gabriel Maisonnave, professor de Medicina da Unifesp.

As fraudes eram esperadas em meio ao cenário de escassez de imunizantes e problemas de planejamento e distribuição das doses, afirmam especialistas. A diferença de critérios adotados pelos municípios também abre brechas para irregularidades.

Porém, os casos de fura-fila podem ser ainda mais numerosos, uma vez que moradores de muitos municípios podem temer denunciar ou sequer têm acesso a mecanismos de denúncia. O Ministério Público dos estados e as secretarias de Saúde vêm investindo em canais para receber informações da população, por e-mails ou mensagens de WhatsApp.

Em destaque: além de problemas na vacinação, o país enfrenta o risco da redução na oferta de leitos para pacientes com a Covid-19. Os estados têm pressionado o governo federal a voltar a habilitar leitos de UTI. O Ministério da Saúde pediu R$ 2,8 bilhões ao Ministério da Economia para custear até 11 mil unidades até março.

Panorama: autoridades estaduais contabilizam 4,3 milhões de vacinas aplicadas em 1ª dose até agora e mais de 80 mil em 2ª dose. Enquanto isso, o número de mortes diárias segue acima de mil, e o total de vidas perdidas chegou a 234.945. Ao todo, foram notificados 9,6 milhões de casos de Covid-19.

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))