Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Número de artesãos cadastrados no Maranhão cresce 380% em 5 anos

O artesanato é uma marca singular da cultura maranhense. Feitos com base em diversificadas matérias-primas como fibra do buriti, couro, madeira, argila, cobre e cerâmica, dão origem a peças como vasos, bolsas, chapéus e tolhas, entre tantas outras que retratam a história local e identificam o Maranhão em qualquer ponto do planeta.

Elemento que constitui a memória de um povo, o artesanato é uma tradição que perpassa gerações e o que é melhor: gera renda e fortalece a economia criativa. No Maranhão, o segmento profissional que trabalha com essa vertente cultural está cada vez mais formalizado.

Isso é o que aponta o primeiro Mapeamento Ilustrado do Artesanato dos dez polos turísticos maranhenses, levantamento inédito realizado pela Secretaria de Estado do Turismo (Setur), por meio do Observatório do Turismo do Maranhão.

Artesanato maranhense é feito com diversas matérias-primas, como fibra do buriti, couro e argila (Foto: Gilson Teixeira)
Os dez polos turísticos maranhenses são: São Luís; Delta das Américas; Chapada das Mesas; Lençóis Maranhenses; Munim; Floresta dos Guarás; Amazônia Maranhense; Cocais; Serras Guajajara, Timbira e Kanela; Demais Regiões.

De acordo com o estudo, de 2015 a 2020 cresceu em 377% o número de artesãos com cadastros ativos no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB), plataforma que permite o cadastramento único dos artesãos do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB).

Por meio do cadastro no SICAB, profissionais do artesanato passam a ter direito à emissão da Carteira Nacional do Artesão, documento físico, válido em todo o território nacional, que formaliza a atividade artesanal. Portadores do documento também têm acesso a cursos de capacitação, feiras e eventos apoiados pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB).

Mesmo no ano da pandemia, que teve efeitos drásticos para a economia do turismo, o Maranhão registrou aumento significativo no número de artesãos cadastrados, com 392 novos registros.

Novos cadastros

O artesão interessado em se cadastrar ou recadastrar deverá comparecer ao Ceprama com RG e CPF original e cópia, uma foto 3×4, cópia do comprovante de residência e demonstração da produção artesanal, com até três peças de produção própria.

Após a apresentação, será feita uma avaliação pela equipe técnica da Setur e, caso seja aprovado, o cadastro do artesão será inserido no banco de dados do SICAB para que a Carteira Nacional do Artesão seja emitida e entregue ao beneficiário.

Desvendando o artesanato maranhense

O Mapeamento Ilustrado do Artesanato não se limita apenas aos dados sobre a formalização dos profissionais. O levantamento apresenta as características do artesanato produzido nos dez polos turísticos, como a classificação do artesanato, as técnicas mais aplicadas, as matérias-primas mais utilizadas e os principais produtos comercializados em cada polo.

Para conhecer a série histórica do documento que esmiúça o artesanato produzido no Maranhão, acesse o site observatorio.turismo.ma.gov.br, clique no menu ‘Estudos Diversos’ e em seguida selecione a opção ‘Mapa do Artesanato’.

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))