Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Vacina demonstra eficácia de até 90%; Anvisa receberá pedido de uso emergencial

A farmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford anunciaram que sua vacina contra o coronavírus demonstrou até 90% de eficácia, segundo dados preliminares da última fase dos estudos clínicos.

O imunizante está sendo testado no Brasil.

Os resultados serão submetidos à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em pedido de autorização para o uso emergencial da vacina no país. Caso aprovado, o imunizante pode chegar à população em janeiro de 2021.

A eficácia de 90% foi atingida com uma dose e meia da vacina. Os testes estão sendo realizados em larga escala, com 60 mil voluntários em diversos países. Nenhum efeito grave de segurança foi confirmado.

Até o momento, a vacina de Oxford é a única com acordo firmado com o governo brasileiro. O Brasil deve receber 30 milhões de doses do imunizante da universidade britânica. A partir do ano que vem, a Fiocruz deve começar a produzir novas doses.

Em paralelo: o Instituto Butantan tem acordo para compra e produção da CoronaVac. O governo de São Paulo anunciou que a vacina entrou na fase final de testes, depois de atingir o número mínimo de infectados.

Na prática, a partir de agora, os dados poderão ser abertos, e os resultados, analisados.

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))