Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Devendo R$ 45 mil, bens de Roberto Carlos podem ser penhorados

O pedido de penhora partiu da Prefeitura de São Paulo, por conta de parcelas de IPTU atrasadas.

Roberto Carlos é dono de um imóvel em São Paulo, onde funciona um restaurante. O prédio soma uma dívida de cerca de R$ 45 mil de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Por conta do débito, a Prefeitura de São Paulo pediu a penhora dos bens do cantor e compositor.

O restaurante pertence ao cantor Ed Carlos, o “Reizinho da Jovem Guarda”. Ele encerrou a carreira aos 35 anos. Ed Carlos, na verdade, se chama Oscar Teixeira. Ele sofreu um AVC em 2005 e, na época, a então dona do imóvel pediu o prédio de volta, rescindindo a locação. Sabendo disso, Roberto Carlos comprou o edifício, que tem três andares.

“O Roberto nunca me cobrou nenhum aluguel, ele não me deixa pagar nem o IPTU”, disse Ed Carlos ao UOL, em 2015. O restaurante é decorado com fotografias de Ed Carlos, de Roberto e de outros cantores da Jovem Guarda.

No passado, a prefeitura paulistana entrou na Justiça cobrando de Roberto Carlos a dívida. Na cobrança estavam dez prestações não pagas do IPTU de 2018.

Em março, o cantor fez um acordo de parcelamento da dívida com a prefeitura. Na época, seus advogados apresentaram à Justiça o comprovante do pagamento da primeira parcela. Depois disso, no entanto, a prefeitura afirma que não houve mais pagamento.

A assessoria de imprensa de Roberto Carlos afirmou que a dívida é do inquilino. Ainda, que a quitação será feita e os bens do cantor não serão penhorados. A Justiça de São Paulo ainda não analisou o pedido de penhora.

Com informações de UOL

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))