Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Decisão do STJ beneficia marido acusado de matar ex-bancária de Araguatins

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) acatou, na sexta-feira, 3, recurso da defesa e anulou pela segunda vez a sentença de pronúncia em desfavor de Clodoaldo da Silva Alves, 36 anos, acusado de ter assassinado a tiros a ex-mulher, a bancária Elizelda Vieira de Paulo Alves, 29 anos na ocasião.

Elizelda trabalhou por vários anos em Araguatins, no Bico do Papagaio.

O crime aconteceu no dia 26 de dezembro de 2016, no quarto de um hotel localizado no bairro São José do Egito, em Imperatriz.

Clodoaldo foi preso uma semana depois de ter cometido o crime, na fazenda de um tio dele; já era considerado foragido da Justiça.

Ele foi trazido para Imperatriz e levado para a Unidade Prisional de Ressocialização, onde ficou por 11 meses e depois foi liberado por força de uma habeas corpus.

Sobre o crime

Na manhã do dia 26 de dezembro de 2016, a bancária Elizelda Vieira de Paulo Alves foi morta a tiros em um hotel da cidade de Imperatriz. Eles estavam separados há um mês. Elizelda tinha dois filhos.

(Edigeny S. Barros – ImperatrizOnline, com informações de O Progresso)

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))