Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Essa manchete merecia cadeia; é pura mudez pusilânime

Os ataques sórdidos a Regina Duarte pareciam ter alcançado a última fronteira da canalhice quando José de Abreu descobriu a coluna social de Mônica Bergamo. A parceria aguçou a criatividade do cafajeste em tempo integral. E a dupla acabou produzindo uma das mais torpes manchetes da história da imprensa.

Num áudio enviado a Mônica, Zé de Abreu desandou no chilique e soltou a frase que foi destacada pela parceira: “Vagina não transforma fascista em ser humano”. A colunista social, que chora lágrimas de esguicho ao vislumbrar indícios de machismo ou misoginia, não viu nada de mais na agressão a todas as mulheres.

As feministas seletivas também optaram pela mudez pusilânime. Esse endosso silencioso mostrou que a frase repulsiva pode ser aplicada a certas mulheres. Talvez por isso Zé de Abreu caprichou na bravata: “Estou num caminho sem volta”.

Nesta quarta-feira, o show de canalhice entrou na mira do Ministério Público Federal. Zé de Abreu pode descobrir que o caminho sem volta desemboca na cadeia.

AUGUSTO NUNES (Do R7.com

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))