Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Salão de Atos do Palácio dos Leões: Cerimônia da 5ª feira, marcará registro de Unidade de Beneficiamento de mel

O Governo do Estado do Maranhão, por meio da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) realizará, nesta quinta-feira (9), às 15h, no Salão de Atos do Palácio dos Leões, a Cerimônia de Registro da Unidade de Beneficiamento de Produtos de Abelhas e Derivados da Associação de Criadores e Produtores Rurais de Bacabeira.

O governador Flávio Dino e a diretora geral da AGED/MA, Fabiola Ewerton, presidirão a solenidade.

Criada em 2001, a Associação de Criadores e Produtores Rurais de Bacabeira conta com 105 associados, sendo 35 apicultores. A Unidade de Beneficiamento de Produtos de Abelhas e Derivados tem previsão de processamento de 20 toneladas, considerando apenas a produção dos próprios associados e o período de julho a dezembro (florada local).

Mas o estabelecimento pode chegar a envasar até 70 toneladas de mel, atendendo outros municípios como São Luís, Santa Rita, Anajatuba, Araguanã e Colinas. O consumidor terá acesso a mel puro envasado em garrafas de vidro contendo 700g do produto.

Vale lembrar que, no mês de dezembro, a AGED conseguiu, junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) a adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), o que facilitará a circulação de produtos em território nacional.

Em um primeiro momento, serão beneficiadas três agroindústrias de laticínios já registradas no SIE, mas a expectativa é que outros estabelecimentos consigam, em breve, o selo SIE/SISBI, desde que cumpram os requisitos necessários, como a implantação de Programas de Autocontrole (PACs).

“O Maranhão tem bastante produção de mel e um excelente potencial de ampliar essa produção. Entretanto, com a ausência de estabelecimentos registrados, o nosso mel acaba saindo para estados vizinhos e sendo comercializado por outras unidades de beneficiamento.

Com o registro dessa unidade de beneficiamento, estamos possibilitando que o mel produzido no Maranhão possa ser comercializado dentro do nosso território e, com isso, gerar emprego, renda, melhoria da qualidade de vida dessas pessoas, além de garantir o consumo, com qualidade e segurança, desse produto maranhense pela população”, destaca Fabiola Ewerton.

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))