Fone(99) 3525-1636

ZAP(99) 99168-5235

Dia da Policial Feminina do Maranhão é comemorado em evento


Encontro de Mulheres da Polícia Militar comemorou o Dia da Policial Feminina (Foto: Handson Chagas)

Policiais militares femininas se reuniram para um momento especial voltado a elas. O Encontro de Mulheres da Polícia Militar do Maranhão, realizado na manhã desta segunda-feira (2), no Palácio Henrique de La Roque, Calhau, lembrou os 37 anos de atuação feminina militar e marcou as comemorações pelo Dia da Policial Feminina do Maranhão (1º de Setembro). A agenda de atividades contou com palestras, debates e mostra de vídeo reforçando a importância da mulher na corporação.

“Nesse evento comemoramos, confraternizamos e homenageamos àquelas que abriram os primeiros caminhos para que pudéssemos estar aqui hoje. Agradecemos também a valorização do Governo do Estado às mulheres policiais militares. A luta é grande e as conquistas estão aí, basta nos propormos a desenvolver bem nosso trabalho. Temos muito a comemorar e continuar seguindo em frente”, pontua coronel Maria Augusta de Andrade Ribeiro. Referência na corporação, a coronel lidera a Segurança Comunitária, é coordenadora estadual do da Patrulha Maria da Penha e do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

Em 1º de setembro de 1982, um marco na história do Maranhão com a inclusão das primeiras mulheres a ingressar na Polícia Militar – um total de 67, sendo três Oficiais, 10 sargentos e 54 soldados. A data estadual é fruto da Lei 10.959, de 6 de dezembro de 2018, de autoria da ex-deputada estadual Valéria Macedo e sancionada pelo governador Flávio Dino. O dia já é comemorada em vários estados brasileiros, reforçando a valorização e reconhecimento do papel feminino na instituição. Ainda no encontro, as militares prestaram homenagem à sargento Maria Margarida Araújo, primeira militar morta no exercício da atividade.


A soldado Flaviane Costa Silva (Foto: Handson Chagas)

A soldado Flaviane Costa Silva, 32 anos de idade e quatro de policial militar, considerou o momento como uma oportunidade de reconhecer as mulheres nessa profissão. “A mulher na carreira militar é algo que impressiona as pessoas e é de se admirar. Isso me levou à carreira e a cada dia mais honro e luto por esse trabalho que é uma missão de vida e realização pessoa. Temos uma luta dura e árdua, mas um sonho para mim, que faço por amor”, enfatizou a militar, que é lotada na Unidade de Segurança Comunitária (USC) da Divinéia/Vila Luizão.

No Maranhão, são cerca de 979 policiais militares femininas, destas, duas coronéis. A primeira mulher a chegar ao mais alto posto foi a então coronel Inalda Pereira da Silva, no ano de 2004, hoje pertencente ao quadro dos oficiais da reserva; a segunda a alcançar o posto foi a coronel Maria Augusta de Andrade Ribeiro, no ano de 2016 e; em 2018, a coronel Edilene Soares da Silva. Prestigiaram o encontro, a secretária de Estado da Mulher (SEMU), Ana Mendonça; o comandante geral da Polícia Militar, coronel Ismael Fonseca; o subcomandante da PM, coronel Pedro Ribeiro; e demais autoridades militares.

®SISTEMA NATIVA DE COMUNICAÇÃO

© 2009-2020 RÁDIO NATIVA FM 99,5 - Todos Direitos Reservados. IMPERATRIZ-MA

((designer by AEHER))